Manual de Diagnóstico em Metapsicopatologia

No Livro Metapsicopatologia propomos o manual de diagnóstico em metapsicopatologia, que é uma classificação de transtornos espirituais e critérios associados e elaborados para facilitar o estabelecimento de diagnósticos mais assertivos dos vários transtornos espirituais que catalogaremos ao longo deste manual, para que seja dado ao profissional que lida com fenômenos paranormais o limite exato entre o natural e o sobrenatural. Devido à impossibilidade de uma descrição acurada de todos os processos metapsicopatológicos subjacentes à maioria dos transtornos espirituais, os critérios de diagnósticos estabelecidos pela Teoria geral da insciência descrita neste manual é a melhor descrição disponível atualmente de como os transtornos espirituais se manifestam e podem ser reconhecidos por profissionais e sacerdotes treinados. O manual de diagnóstico tem o propósito de servir como um guia prático que possa auxiliar o diagnóstico preciso e o tratamento de transtornos espirituais e delimitar a fronteira exata entre o natural e o sobrenatural. Trata-se de uma ferramenta não só para os psicólogos alvissaristas ou Advogados de Cristo, mas para todo tipo de sacerdote religioso e também profissional de psiquiatria e psicopatologia, para que não venha a confundir alhos com bugalhos. Embora este manual de diagnóstico seja uma classificação categórica dos transtornos espirituais individuais, reconhecemos que transtornos espirituais nem sempre se encaixam dentro dos limites de um único transtorno. Alguns domínios de sintomas, como o rancor, a mágoa e o ressentimento, refletem múltiplas situações, podendo ser algo absolutamente natural ou sobrenatural; no segundo caso, é preciso investigar se se trata de um sintoma causado por uma entidade obsessora, um orixá maligno ou um demônio; e somente depois de ser feito a distinção entre o natural e o sobrenatural e depois entre as três classificações de entidades é que será proposto o tipo correto de tratamento, pois para cada um deles há um tipo específico de tratamento.  Portanto, através de um período indeterminado de entrevistas preliminares, primeiro faz-se o diagnóstico estrutural natural (transtorno mental) ou sobrenatural (transtorno espiritual) e posteriormente faz-se o diagnóstico diferencial (obsessor, orixá, demônio), isso caso as entrevistas preliminares tenham apontado que se trata de uma pessoa absolutamente normal e não de uma pessoal com algum tipo de psicose ou neurose aguda, e só depois de todo esse processo que deve ser executado através de uma investigação minuciosa da história de vida da pessoa, da casa onde ela vive e de seus ancestrais que se dará de fato início ao tratamento, que será referido adequadamente a cada caso. A linha entre o natural e o sobrenatural é uma linha muitíssimo tênue que por vezes até se confunde, por isso o diagnóstico estrutural entre psicose e mediunidade é problemático e difícil. Por isso a entrevista preliminar com o paciente é tão importante, para que se tenha o mínimo de certeza de que se trata de uma pessoa saudável e não de uma pessoal com algum tipo de psicose ou neurose aguda.

Mas, afinal, o que é um transtorno espiritual?

Um transtorno espiritual é uma síndrome caracterizada por perturbação significativa na cognição, na regulação emocional ou no comportamento de um indivíduo que reflete uma disfunção nos processos psicológicos, biológicos ou de desenvolvimento subjacentes ao funcionamento mental e espiritual. Transtornos espirituais estão frequentemente associados a sofrimentos de ordem cármica (dívida adquirida na Roda das Encarnações) ou causados por uma entidade espiritual que pode ser um espírito obsessor, um orixá maligno ou um demônio cujo propósito é destruir a vida da pessoa atingida pelo sofrimento em todas as áreas de sua existência humana, como a saúde física e psíquica, a família, a religião, a sociedade, o trabalho, os relacionamentos amorosos e atos sexuais, podendo, em casos extremos, levar a vítima ao suicídio ou a outros atos de perversão e crueldade, como estupro, infanticídio, parricídio, fratricídio, assassinato e todas as formas de crimes existentes e codificados na Lei. Ou seja, alguns crimes podem ter uma causa exclusivamente espiritual.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s