Análise Lógica e Metafísica

No Livro Lógica Alvissarista o Alvissarismo propõe a necessidade de se reconhecer dois tipos de análises da linguagem: uma lógica e outra metafísica. Uma análise será lógica toda vez em que a proposição conter explícita ou implicitamente pelo menos um dos seguintes operadores lógicos: “quem”, “o que”, “onde” ou “quando”. Por outro lado, uma análise será metafísica toda vez em que a proposição conter explícita ou implicitamente pelo menos um dos seguintes operadores lógicos: “como” ou “porquê”. Por exemplo:

Proposição lógica: “O vento derrubou a casa” ou “Ontem o vento derrubou a casa no Japão”.

Proposição metafísica: “O vento derrubou insidiosamente a casa por causa da forte tempestade” ou “Ontem o vento derrubou insidiosamente a casa no Japão por causa da forte tempestade”.

Podemos propor aqui a distinção de três tipos de modelos lógicos operacionais ou categorias lógico-formais que determinam o conjunto de todos os seres; são elas:

1°- Categoria de identidade: “quem” e “o que” (vento e casa).

2°- Categoria de espaço-tempo: “onde” e “quando” (Japão e ontem).

3º- Categoria de existência: “como” e “porquê” (insidiosamente e tempestade).

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s